Busca do site
menu

ENSP realiza 1º Web-encontro Curso de Atualização em Manejo e Vigilância da Tuberculose Resistente

ícone facebook
Publicado em:12/08/2022
No dia 15 de agosto, será promovido o 1º Web-encontro Curso de Atualização em Manejo e Vigilância da Tuberculose Resistente, fruto de uma parceria entre a Coordenação Geral de Doenças Respiratórias de Condições Crônicas do Ministério da Saúde com ENSP. É coordenado pelo Centro de Referência Professor Hélio Fraga, instituição com tradição no enfrentamento da doença, que ao longo de décadas contribui na formação profissional, na assistência aos pacientes, referência no diagnóstico bacteriológico e em pesquisas.

A mesa de abertura inicia às 16h15, com a presença da direção da ENSP e coordenadores do curso. Em seguida, às 16h45, será realizada a aula inaugural Tuberculose Drogarresistente: o seu papel no panorama desafiados do controle da doença, ministrada pela pesquisadora e pneumologista da ENSP Margareth Dalcolmo. Às 17h15, a coordenação vai apresentar a estrutura do curso. Ao final, às 17h35, será feita a distribuição dos alunos por turmas, nas respectivas salas simultâneas.

A ideia é atualizar profissionais médicos e enfermeiros no manejo e na vigilância da tuberculose resistente. O curso terá duração de quatro meses e será realizado na modalidade à distância, agregando profissionais médicos (clínicos, pneumologistas, infectologistas, pediatras, intensivistas), enfermeiros, de todas as regiões do Brasil e de Moçambique e São Tomé e Príncipe, países de língua oficial portuguesa. "Espera-se que os alunos se atualizem, troquem saberes e experiências, participem de discussões de casos clínicos reais, que contribuirão para o fortalecimento das competências de análise crítica da situação epidemiológica da doença no seu meio, compreensão dos resultados dos exames complementares para a indicação do melhor esquema de tratamento para cada paciente, realizando um acompanhamento adequado até a cura. Por fim, sendo capazes de atuar para modificar cenários desfavoráveis, no âmbito individual e no coletivo do sistema de saúde, melhorando a qualidade do serviço prestado a todos os cidadãos, especialmente aos mais vulneráveis", conta o coordenador da atividade Jorge Rocha.

A tuberculose é uma doença das mais antigas que se tem notícia e, ainda nos nossos dias, o seu controle continua sendo um grande desafio no Brasil e em grande parte do mundo, apesar dos avanços no diagnóstico e no tratamento, que são gratuitamente disponibilizados pelo Sistema Único de Saúde. Segundo Jorge Rocha, inúmeros são os desafios que envolvem o seu controle, incluindo a sua forte relação com a pobreza. "A resistência dos bacilos aos principais medicamentos para o tratamento da doença é um dos grandes desafios, apontado pela Organização Mundial da Saúde. O manejo dos pacientes portadores de tuberculose com resistência aos fármacos é um processo complexo que se inicia na compreensão do diagnóstico, com as metodologias disponíveis, muitas vezes com resultados divergentes, seguido da indicação do esquema de tratamento mais adequado ao caso e uma análise multidisciplinar que possa contemplar as necessidades individuais e identificação de fatores que possam comprometer o êxito do tratamento. Essas necessidades estão relacionadas a fatores psicológicos, econômicos, sociais, culturais, e também na concomitância de outras doenças. O tratamento medicamentoso realizado com quatro ou mais antibióticos e por longo tempo (em média 18 meses) pode ocasionar diversos efeitos colaterais, que também precisa ser adequadamente manejados pela equipe de saúde", explica.

Confira aqui a programação completa do evento.


Seções Relacionadas:
Sessões Científicas

Nenhum comentário para: ENSP realiza 1º Web-encontro Curso de Atualização em Manejo e Vigilância da Tuberculose Resistente