Busca do site
menu

Saúde Global e Diplomacia da Saúde: oficina no RJ

ícone facebook
Publicado em:04/05/2012

Saúde Global e Diplomacia da Saúde: oficina no RJCom o objetivo de discutir os progressos de governança em diplomacia da saúde e a cooperação internacional em saúde dos países que formam a América do Sul, o Instituto Sul-Americano de Governo em Saúde (Isags) realizará, entre os dias 7 e 11 de maio, no Rio de Janeiro, uma oficina sobre Saúde Global e Diplomacia da Saúde. O encontro reunirá representantes de todos os países da União de Nações Sul-Americanas (Unasul), do Comitê de Coordenação da Unasul Saúde e também do Ministério de Relações Exteriores. O primeiro dia de oficina (7/5) será todo transmitido on-line pela web a partir das 9 horas e entre as exposições está a conferência Desenvolvimento conceitual da Saúde Global e da Diplomacia da Saúde, que será proferida pela pesquisadora da ENSP Célia Almeida, juntamente com o representante da Argentina no Isags, Sebastián Tobar, às 14 horas. Para assistir, os interessados devem acessar a página do Isags no dia da apresentação.

 

A oficina conta com uma palestra de abertura do diretor executivo do Isags, o ex-ministro da saúde e pesquisador da ENSP José Gomes Temporão. Durante o evento serão debatidos temas como a convergência e diferenciação conceitual da Saúde Global e estrutura, funcionamento e políticas de saúde no contexto das políticas externas dos países da região, assim como outros temas relevantes à política de integração regional do continente.

 

Representantes de países membros da Unasul, dos blocos sul-americanos Mercosul, Oras-Conhu, OMS e Otca e representantes da coordenação do Isags estarão presentes nessa oficina. Elas serão coordenadas pelo ex-presidente da Fiocruz e coordenador do Centro de Relações Internacionais em Saúde (Cris), Paulo Buss, Oscar Feo, do Isags, e Sebastián Tobar (Isags/ Ministério da Saúde da Argentina).

 

Segundo informações do Isags, através da análise das prioridades previamente apontadas pela Agenda Regional e Global de Políticas de Saúde 2011-2013, as oficinas têm como objetivo promover a troca de informações, no que diz respeito às ações multilaterais do bloco, focando nas experiências de elaboração de estruturas e instituições governamentais. Busca-se, assim, garantir o exercício de práticas comprovadamente eficientes de diplomacia da saúde.

 

Confira aqui toda a programação do dia 7 de maio:

 

9h00 – Abertura do Dr. José Gomes Temporão, diretor executivo do Isags.

9h30 – Conferência: Economia e sociedade na América do Sul atual – Alícia Bárcenas, secretária executiva do Cepal (a confirmar).

10h15 – Debate com os representantes do Ministério de Assuntos Exteriores da Argentina, Peru e Venezuela.

11h30 – Conferência: Unasul: trajetória e perspectiva de um bloco regional – secretária-geral da Unasul, Maria Emma Mejía (a confirmar).

12h15 – Debate com os representantes do Departamento de Assuntos Exteriores do Brasil, Paraguai e Suriname.

13h00 – Almoço

14h00 – Conferência: Desenvolvimento conceitual da Saúde Global e da Diplomacia da Saúde – Sebastián Tobar e Celia Almeida/ Fiocruz.

14h45 – Debate com os representantes do Ministério de Assuntos Exteriores da Colômbia, Guiana e Uruguai.

16h00 – Conferência: Saúde Global: tendências e desafios – Juan Garay, coordenador de Saúde do Diretório Geral de Desenvolvimento da Comissão Europeia.

16h45 – Debate com os representantes do Ministério de Assuntos Exteriores da Bolívia, do Chile e do Equador.

 

O Isags

 

O Isags é uma entidade intergovernamental de caráter público que tem como principal objetivo promover o intercâmbio, a reflexão crítica, a gestão do conhecimento e a geração de inovações no campo da política e governança em saúde. Com o intuito de colocar à disposição dos ministérios da Saúde da América do Sul as melhores práticas e evidências que qualificam a gestão em saúde, o Isags se dedica também ao desenvolvimento de lideranças em sistemas, serviços, organizações e programas na área da saúde, assim como ao apoio técnico às instituições de governo do mesmo setor.

 

Criado pelo Conselho de Chefas e Chefes de Estado e de Governo da Unasul, por proposta do Conselho de Saúde Sul-Americano, reunido em Cuenca (Equador) em abril de 2010, o Isags trabalha na construção do Plano Trienal de Trabalho 2012-2015, que resulta das prioridades definidas no Plano Quinquenal 2010-2015 do Conselho de Saúde Sul-Americano. O plano abrange as necessidades identificadas pelos ministérios da Saúde dos países membros. Suas atividades também são desenvolvidas em estreita articulação com as redes e grupos técnicos da Unasul-Saúde.

 

As três funções básicas do Isags são: gestão e produção do conhecimento, desenvolvimento de lideranças e assessoramento técnico – funções que são desenvolvidas de forma participativa, tanto na identificação de problemas quanto no encaminhamento e compartilhamento de soluções.

 

Saúde Global e Diplomacia da Saúde: oficina no RJA Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca participa do Isags enquanto secretária executiva da Rede de Escolas de Saúde Pública (Resp-Unasul), representada pelo seu diretor Antônio Ivo de Carvalho. Em março de 2012 o diretor participou da III Reunião do Grupo de Desenvolvimento e Gestão de Recursos Humanos em Saúde da Unasul, em Lima (Peru), com o objetivo de contribuir para o fortalecimento, a formulação, a implementação e a gestão dos recursos humanos em saúde, em especial nas áreas técnicas da agenda de Saúde da União das Nações Sul-Americanas (Unasul). Durante essa reunião, também houve a transferência da Coordenação Titular do Grupo Técnico de Desenvolvimento e Gestão de Recursos Humanos em Saúde da Unasul para o Brasil. Antes, a coordenação era exercida pelo Peru.